segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Federer oscila, mas passa tranquilo pela estreia de Dubai




Beat Reusser
Apesar de ter sofrido em dois games de serviço e cometido erros bobos até mesmo em smash, o suíço Roger Federer retornou com vitória ao circuito. Sem entrar em quadra desde a conquista inesperada do Australian Open, no final de janeiro, o agora número 10 do mundo derrotou o francês Benoit Paire, com parciais de 6/1 e 6/3, em jogo de apenas 53 minutos. 

Em busca do oitavo título em Dubai e o terceiro nos últimos quatro anos, Federer aguarda agora o vencedor da partida entre os russos Mikhail Youhzny e Evgeny Donskoy, que só acontecerá na terça-feira. O suíço tem incríveis 16 vitórias em cima de Youzhny, que só ganhou quatro sets, e jamais encarou Donskoy, que veio do quali é o 116º do ranking.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Dominic Thiem bate Carreño Busta e conquista o título do Rio Open




Beat Reusser
Cabeça de chave número 2, o austríaco Dominic Thiem fez a sua parte no Rio Open. Com a queda do japonês Kei Nishikori ele se tornou o mais cotado ao título e não decepcionou. Neste domingo ele chegou à conquista batendo o espanhol Pablo Carreño em sets diretos, com parciais de 7/5 e 6/4, depois de 1h34 de partida.

Esta foi o oitavo título do austríaco de 23 anos no circuito e o primeiro da temporada. Apesar do resultado, Thiem vai perder uma colocação no ranking, já que defendia os 500 pontos pelo título em Acapulco nesta semana e acabou sendo ultrapassado pelo francês Jo-Wilfried Tsonga, que venceu o ATP 250 de Marselha.

O austríaco será o nono do mundo no próximo ranking da ATP, mas pode ganhar terreno na próxima semana em Acapulco, onde vai somar tudo o que fizer.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Vitória e América-RN empatam sem gols pela Copa do Nordeste




Beat Reusser
Precisando da vitória para não ficar para trás na disputa do grupo E, o América-RN recebeu o líder Vitória e não saiu do zero. Em partida com lances curiosos, bastante troca de ameaças e muitos chutes de fora da área da equipe baiana, os goleiros Fred e Fernando Miguel saíram de campo sem serem batidos.

Aos oito, André Lima tabelou com Willian Farias e chutou no canto direito para defesa de Fred. Na saída, a defesa do América vacilou e o atacante quase chutou para fora. Em nova saída, nova falha do sistema defensivo e Paulinho tentou, mas também errou o arremate.

A resposta do América veio aos 21, com Tony. Em jogada de velocidade, Lucio Curió lançou Tony sozinho. O atacante ia marcar, mas Kanu chegou primeiro e impediu o gol da equipe. Cinco minutos mais tarde, Curió novamente acertou bom lançamento, desta vez para Jean Patrick. O volante chutou forte e o goleiro Fernando Miguel desviou para escanteio. Já nos instantes finais da parcial, Tony teve mais uma chance, mas, de frente para o gol, foi travado novamente pelo zagueiro Kanu. 

A maior chance da etapa complementar veio aos cinco minutos, com André Lima. O atacante do Vitória recebeu cruzamento de Pineda e cabeceou por cima do gol de Fred, tirando tinta do travessão. Já nos dez minutos finais, Kanu teve duas oportunidades de marcar, em jogadas aéreas, mas o cabeceio do jogador saiu por cima do travessão nas duas oportunidades.

Cruzeiro domina o Bolívar e leva o tetra do Sul-Americano de Vôlei




Beat Reusser
O Cruzeiro levantou mais uma vez a taça de campeão Sul-Americano de Vôlei. A equipe celeste derrotou o Bolívar, da Argentina, por 3 sets a 0 (parciais de 26/24; 25/23; 25/23), na tarde deste sábado, 25, e se tornou tetra campeão do torneio (já havia vencido em 2012, 2014 e 2016). A festa dentro da quadra foi grande, assim como nas arquibancadas, com presença da torcida celeste, que fez barulho e agitou o ginásio o jogo inteiro.

O estrelado time do Cruzeiro teve dificuldades para bater o rival argentino. Mesmo jogando em Minas Gerais, no ginásio Tancredão, a equipe do técnico Marcelo Mendez teve que suar para vencer o rival. Com grande apresentação durante o Sul-Americano, o ponteiro Leal voltou a jogar bem e ajudar a construir a vitória.

A equipe mineira foi a mais regular no torneio em 2017; o time chegou à grande final sem ter perdido nenhum set. Com o título a equipe se tornou o terceiro time que mais vezes levantou a taça de campeão na história do torneio.

Shamell brilha no fim, Mogi bate o Vitória e assume a 3ª posição do NBB




Beat Reusser
O feriado de Carnaval do Mogi das Cruzes será mais feliz graças, principalmente, a Shamell. No confronto direto com o Vitória, na tarde deste sábado, o time paulista levou a melhor por 63 a 60 contando com grande atuação do americano no fim. Após ter passado boa parte do jogo atrás no placar, o Mogi reagiu no último quarto, quando o ala anotou 13 pontos, conquistou sua 15ª vitória em 22 jogos e assumiu a terceira colocação do NBB.

Com a grande atuação no último período, Shamell terminou como cestinha do confronto, com 21 pontos. Tyrone também se destacou ao anotar um duplo-duplo de dez pontos e 11 rebotes. Pelo lado do Vitória, o principal pontuador foi Arthur, com 12 tentos.

O resultado faz com que o Mogi ultrapasse o próprio Vitória na classificação e assuma o terceiro lugar com 68,2% de aproveitamento, atrás apenas de Flamengo e Brasília. Já o Vitória acabou deixando o G-4, uma vez que também foi ultrapassado pelo Bauru, e agora ocupa a quinta colocação, com 66,7% de aproveitamento.

As duas equipes voltam à quadra pelo NBB no dia 7 de março. Às 19h30, o Mogi recebe o Brasília no ginásio Professor Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes. Um pouco mais tarde, às 20h, o Vitória encara o Bauru no ginásio Panela de Pressão, em Bauru.

Brasil joga bem e estreia com vitória sobre o Peru no Sul-Americano sub-17




Beat Reusser
A Seleção Brasileira Sub-17 começou o Sul-Americano do Chile com o pé direito. Nesta sexta-feira (24), o time comandado por Carlos Amadeu jogou com autoridade e venceu o Peru por 3 a 0, no Estádio Bicentenário La Granja, em Curicó. Com a vitória e o saldo de três gols, o Brasil lidera o Grupo B, seguido pela Venezuela, que venceu a Argentina por 1 a 0. O próximo compromisso da Seleção será diante dos venezuelanos, no domingo (26), às 22h15 (de Brasília), novamente em Curicó.

O Brasil se mostrou disposto a abrir o placar logo nos primeiros segundos de jogo, quando Vinicius Jr arrancou pelo meio e foi cortado pela defesa peruana. A primeira boa chance brasileira foi aos dois minutos, com Lincoln. O camisa 9 recebeu pela direita e cruzou para defesa do goleiro Salazar. O Peru respondeu na sequência com Matzuda, que chegou no ataque e foi parado por Victor Bobsin. Aos 12, Alan tabelou pela direita e cruzou para a área. A finalização de Lincoln saiu fraca pelo lado da trave. A primeira etapa também foi de belas jogadas. Entre elas, duas canetas de Paulinho e uma de Vinicius Jr.

Dominando as ações da partida, o gol brasileiro era questão de tempo. E não demorou. Aos 14 minutos, Alan jogou pelo meio, passou para Lincoln, que tocou para Vinicius Jr. O camisa 11 chutou cruzado de esquerda e abriu o placar: 1 a 0. Com a vantagem no marcador, o time comandado por Carlos Amadeu seguiu criando ótimas oportunidades e ampliou aos 33. Paulinho partiu em velocidade pela direita, se livrou do marcador e cruzou rasteiro para Marcos Antonio finalizar com sucesso. Já nos acréscimos, Paulinho foi derrubado na área, e Lincoln cobrou o pênalti com confiança: 3 a 0.

Na volta do intervalo, o Brasil seguiu impondo o ritmo de jogo e quase ampliou aos quatro minutos. Após escanteio, Lincoln cabeceou com força e viu a bola tocar na trave, quicar no chão, mas em cima da linha. Quase! Na sequência, Wesley cometeu falta dura em Galindo e acabou expulso. Com a vantagem numérica, os peruanos partiram mais para o ataque, mas a defesa brasileira se postou bem em todas as chegadas. Até o apito final, a Seleção administrou a vitória e garantiu os primeiros três pontos na competição.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Garoto norueguês surpreende e Monteiro está fora do Rio Open




Beat Reusser
Por essa, pouca gente esperava. Um dia depois de eliminar Thomaz Bellucci, o cearense Thiago Monteiro foi surpreendido pelo jogo incrivelmente firme e tranquilo do norueguês Casper Ruud, garoto de 18 anos que ocupa apenas o 208ª colocado do ranking e entrou como convidado. Apesar de atuar contra um estádio cheio, Ruud anotou 6/2 e 7/6 (7-2) e passou para a semifinal do Rio Open.

O primeiro set foi bem parecido com a estreia do brasileiro diante de Gastão Elias. Monteiro demorou para entrar em jogo e viu o adversário abrir rapidamente 4/0, dificultando qualquer reação. Para piorar, Ruud se mostrou muito calmo e consciente. Acertou 79% do primeiro saque, venceu 80% desses pontos e, quando precisou jogar com o segundo serviço, ganhou todos os lances.

O segundo set caminhou com soberania absoluta dos sacadores. Ruud continuou muito eficiente com o saque e Monteiro melhorou muito no quesito, com bolas muito perto das linhas o tempo todo. Assim, não houve emoção, nem qualquer chance sequer de um 40-40.

A definição foi então ao tiebreak e aí novamente o garoto surpreendeu pela frieza. Mesmo com toda torcida contra, ele construiu 4-0 sem qualquer falha. E aí administrou a vantagem sem novamente dar qualquer oportunidade para o brasileiro.

Cruzeiro vence UPCN e chega a mais uma final de Sul-Americano




Beat Reusser
O Cruzeiro fez a primeira disputa das semifinais do Sul-Americano de Vôlei 2017, na noite desta sexta-feira, 24, enfrentando o UPCN, da Argentina. Em quadra, jogo bem "pegado", com vitória para o time celeste por 3 sets a 0 (parciais de 25/21; 25/19 e 25/23).

A grande final acontece neste sábado, 25, com a decisão do terceiro colocado às 14h e, em seguida, a definição do grande campeão, 17h30. O outro finalista será definido em confronto que acontece às 20h30 desta noite, entre o Personal Bolivar, da Argentina, e o também mineiro Montes Claros.

O Cruzeiro sofreu com o equilíbrio no primeiro set, chegou a ficar atrás em alguns momentos, mas conquistou a virada em 19 a 18, abriu 20 a 18 e seguiu à frente até o fim. No segundo set, a vida foi mais fácil e os mineiros venceram por 25 a 19.

A terceira parcial começou com a Raposa arrasadora, mas o time argentino mostrou muita garra e não quis saber de entregar o ouro facilmente. Depois da recuperação do UPCN, que chegou a empatar, o Cruzeiro só conseguiu desequilibrar no match point e fechou a contagem do último set por 25/23.

Monteiro supera amigo Bellucci e vai às quartas do Rio Open




Beat Reusser
No primeiro duelo oficial entre os dois canhotos do tênis brasileiro, deu Thiago Monteiro. O cearense avançou na madrugada desta sexta-feira para as quartas de final do Rio Open, ao anotar o placar de 7/6 (10-8 no tiebreak), 3/6 e 6/3.

Com nova grande vitória, Monteiro terá o mais alto ranking de sua carreira, indo pelo menos ao 75º posto e superando a marca anterior que foi o 80º. Este também é o maior resultado de sua carreira, já que as outras três vezes em que atingiu as quartas foram em eventos de nível 250, incluindo Buenos Aires da semana passada.

Na sexta-feira, Thiago enfrentará a surpresa do torneio até agora, o norueguês Casper Ruud, convidado da organização. O tenista de apenas 18 anos ganhou uma partida duríssima diante do espanhol Roberto Carballes, com parciais de 6/7 (4-7), 6/4 e 7/6 (7-3), após 2h45. Ex-líder do ranking juvenil, ele ocupa o 208º posto entre os profissionais.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Osasco mantém tabu, derrota Praia e assume vice-liderança da Superliga




Beat Reusser


O Osasco fez o que precisava. Venceu o Praia Clube por 3 sets a 0, somou três pontos e passou as adversárias na tabela de classificação assumindo a vice-liderança da fase classificatória da Superliga. De quebra, manteve o tabu no ginásio José Liberatti contra o time mineiro. As paulistas venceram o jogo com parciais de 25/15, 25/22 e 25/22. Dani Lins foi eleita a melhor jogadora da partida e levou o troféu Viva Vôlei. 

Com o resultado, Osasco chegou aos 45 pontos na tabela da Superliga feminina e chegou à segunda posição, ultrapassando o próprio Praia Clube, que estacionou nos 43 pontos e agora é o terceiro colocado.

]Na próxima rodada, o Osaco vai ao Rio de Janeiro enfrentar o líder da Superliga. A partida será na sexta-feira, dia 3. O Praia Clube faz o clássico mineiro contra o Minas na Arena Praia, no sábado, às 14h10.

Cruzeiro vence Bohemios e se garante nas semis do Sul-Americano




Beat Reusser
O Cruzeiro chegou à sua segunda partida neste Sul-Americano para definir as posições de classificação do grupo A. Mesmo com time alternativo durante toda a partida, a equipe celeste não teve problemas para fechar o jogo, diante do Bohemios por 3 sets a 0 (parciais de 25/17, 25/12 e 25/12), realizado no Ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros.

Com o resultado, a Raposa garantiu vaga para as semifinais do torneio na primeira colocação do Grupo A. A vitória também garantiu a vaga dos Montes Claros, que passa como segundo da chave.

Cruzeiro x UPCN (ARG), às 18h30, e Montes Claros x Bolívar (ARG), às 20h30. Esses são os confrontos desta sexta-feira, no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG), válidos pelas semifinais do Sul-Americano Masculino de Clubes.

Gatito pega três cobranças, Botafogo bate Olimpia nos pênaltis e leva vaga




Beat Reusser

Foi sofrido, foi nas penalidades, foi a cara do Botafogo. Após derrota por a 1 a 0 para o Olimpia no tempo normal, o Alvinegro levou a melhor nas disputa de pênaltis por 3 a 1 e conquistou a tão sonhada vaga na fase de grupos da Libertadores. E coube a Gatito Fernandez, velho conhecido do time da casa por ter jogado no arquirrival Cerro Porteño, calar o lotado Defensores del Chaco. Após entrar na fogueira, no lugar do contundido Helton Leite, o goleiro paraguaio defendeu três de quatro cobranças e garantiu a classificação.

Quem imaginaria no início do jogo que Gatito Fernández seria o herói da classificação? Retornando de lesão, o goleiro paraguaio começou no banco. Mas precisou entrar na fogueira aos 15 minutos do 2º tempo, após a lesão de Helton Leite. Bem nos primeiros lances, Gatito não conseguiu segurar o chute de Brian Montenegro aos 34. Mas na disputa de pênaltis só deu ele. Ex-jogador do Cerro, o arqueiro mostrou que conhecia muito bem o antigo rival Olimpia. Com muita frieza, virou herói na disputa de pênaltis.

Classificado para a próxima fase, o Botafogo entra no Grupo 1 da Libertadores e volta a campo no dia 14 de março, em casa, contra o Estudiantes-ARG, no Estádio Nilton Santos. O Olimpia está eliminado.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Daniel Alves marca, Juventus vence Porto fora de casa e encaminha vaga



Beat Reusser

Em jogo de tristezas e glórias para brasileiros, a Juventus deu um grande passo rumo à classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões. Atuando fora de casa, no Estádio do Dragão, a equipe italiana visitou o Porto, na confronto de ida das oitavas de final do torneio, e conseguiu uma importante vitória pelo placar de 2 a 0. O jogo foi de altos e baixos para os atletas do Brasil. 

No primeiro tempo, o lateral Alex Telles foi vilão para o Porto, sendo expulso de campo com a partida ainda aos 25 minutos minutos de duração. Já na segunda etapa, foi a vez dos brasileiros brilharem. Após o croata Pjaca abrir o placar para a Juventus, aos 26, Daniel Alves teve papel importante e aproveitou a assistência de seu compatriota Alex Sandro, aos 29, para ampliar e dar uma importante vitória por 2 a 0 aos italianos.

Com o resultado, a Juventus pode até se dar ao luxo de perder por um gol de diferença dentro de seu estádio e mesmo assim se classificar. Já o Porto, se quiser se classificar no tempo normal, precisará marcar no mínimo três gols fora de casa. Se repetir o placar da vitória dos italianos, os portugueses levam a partida para a prorrogação.

O duelo de volta entre as duas equipes está marcado para o próximo dia 14 de março, uma terça-feira, às 16h45(de Brasília), no Juventus Stadium.


Sevilla domina do início ao fim, mas Leicester marca com Vardy e fica vivo

Um verdadeiro massacre, com mais que o dobro de posse de bola, de passes trocados e de finalizações, com direito a um pênalti perdido. Mas como o que vale é bola na rede, o Sevilla termina o dia com um gostinho agridoce na boca.

O time espanhol mostrou o quanto é superior ao Leicester atualmente e venceu, mas tomou um gol no fim e saiu com um placar não tão bom de 2 a 1 em casa. Sarabia e Corrêa abriram o caminho da vitória, mas Vardy descontou no final.

O que deixou o Sevilla com uma vantagem muito menor do que poderia. Afinal, teve 68% de posse de bola e trocou 656 passes contra apenas 234 do Leicester. Mais que isso: chutou 22 vezes contra apenas 8 dos rivais.

Com a vitória por 2 a 1, o Sevilla joga pelo empate ou até por uma derrota por 1 a 0 na volta. O Leicester tem que ganhar por dois gols de diferença. Se ganhar por um, precisa balançar as redes ao menos três vezes (3 a 2, 4 a 3 e assim por diante). Um 2 a 1 para os ingleses leva a decisão para a prorrogação. O duelo de volta está marcado o dia 14 de março, na Inglaterra.